Produtos para Pesados

palco_mercadorias

Pneus para Mercadorias

O pneu fala com o condutor: mais pressão!

Os meios eletrónicos mais sofisticados permitem que os pneus para camiões comuniquem connosco: o ContiPressureCheck alerta o condutor se ocorrer uma queda de pressão. No entanto, o sistema de monitorização de pneus para veículos comerciais pode fazer muito mais do que isso.

O cérebro do pneu do camião é fornecido num invólucro preto. Como acontece com as pessoas, o cérebro tem partes diferentes para fazer coisas diferentes, mas aqui elas estão cuidadosamente separadas e rotuladas de forma clara: formam o kit de instalação para a oficina que coloca o sistema ContiPressureCheck no camião. É constituído essencialmente pelos sensores, que se encontram em pequenos invólucros de borracha que os protegem. É fácil colá-los à superfície interior dos pneus com um adesivo especial e começar de imediato a transmitir informações. Além disso, existe um recetor fixo no chassis entre os eixos motor e direcional. O recetor avalia os sinais do sensor e apresenta informações sobre o estado dos pneus no visor de monitorização existente no habitáculo. Se aqui uma luz ficar intermitente, a mensagem é: cuidado, houve uma queda de pressão!

Além dos principais componentes eletrónicos, o ContiPressureCheck tem vários cabos e uma antena opcional – o conjunto é composto por um total de 40 peças. Dificilmente lhe poderemos chamar um produto. Os responsáveis pela sua conceção preferem chamar-lhe um sistema. Este facto também é apelativo para os especialistas em marketing que querem contribuir para que o ContiPressureCheck seja uma revelação no mercado.

Base de dados sobre rodas

O objetivo é proporcionar aos clientes todas as vantagens possíveis, e os baixos custos estão no topo da lista de prioridades no que diz respeito aos camiões. O sistema ContiPressureCheck pode ser instalado de forma rápida e fácil e é compatível com os pneus de todos os fabricantes. As paragens forçadas e o dispendioso tempo de inatividade que se lhe segue podem ser evitados, bem como as penalizações diárias, os danos para a reputação e os riscos para os outros condutores na estrada. Conduzir com pneus com uma pressão correta também poupa quantidades significativas de combustível, aumenta a quilometragem dos pneus e protege a carcaça de cada pneu. Por último, mas não menos importante, também protege o ambiente, já que uma pressão correta reduz o consumo de combustível, as emissões de CO2 e o desgaste.

Também é possível prever poupanças de natureza totalmente diferente, algumas delas já exequíveis: se, por exemplo, o condutor de um camião puder combinar a substituição necessária de pneus com uma troca de óleo, poupa tempo e dinheiro. O calendário ideal de manutenção depende de vários fatores, desde o comportamento individual de condução à qualidade das estradas ou às condições meteorológicas. Muitos destes dados são já recolhidos pelos veículos. Em seguida, são recebidos pelo sistema de gestão de frotas com que os clientes monitorizam os seus veículos. Estes componentes já estão, portanto, instalados nos veículos. O que a Continental tem de fazer agora é aproveitá-los ainda melhor.


Recauchutagem, por favor

O ContiPressureCheck já pode ser ligado ao sistema telemático do cliente. Em caso de diminuição da pressão, não é só o condutor que recebe um aviso, o mesmo acontece com o gestor da frota, bem longe, diante do computador. Se também forem recebidos pela Continental, os dados recolhidos através da Internet irão também criar a base para previsões rigorosas no futuro. Se, por exemplo, os pneus do camião de um cliente tiverem de ser substituídos, a Continental é informada antes mesmo de isso acontecer.

No futuro, não será só uma questão de “Mais pressão!”, mas também de “Recauchutagem, por favor!”. Fica a faltar apenas que os pneus entendam a resposta – e façam uma marcação para reciclagem na fábrica ContiLifeCycle.