Produtos para Pesados

palco_mercadorias

Pneus para Mercadorias

Pneus de Moto

De pioneiro a participante global.

article_66w_image1

A verdadeira história da cultura alemã de pneus.


É preciso um espírito pioneiro, um instinto infalível e uma obcessão com a tecnologia para sequer pensar em estabelecer uma empresa de borracha e gutta-percha em 1871 – o ano em que  o Reich Alemão foi fundado. No início, bicletas e pneus maciços eram as únicas coisas fabricadas na nossa "fábrica casa" em Hanover. Já tinha passado perto de um quarto do século antes de Hildebrand & Wolfmüller com o aparecimento da primeira motociclo de série movida a combustível em 1894. E, apesar de ainda estar um cavalo presente no logótipo da jovem Continental, eramos, desde o início, uma força motriz no mercado dos pneus e estavamos cruacialmente envolvidos no processo tecnológico que estava a ser feito.

Já em 1892, fomos a primeira empresa alemã na fabricação de um pneu e, em 1904, comercializámos os primeiros pneus com um piso padronizado - uma verdadeira sensação naqueles tempos. Mas a partir desse ponto, o ritmo aumentou substancialmente. A motorização da sociedade no início do século 20 levou ao desenvolvimento da cultura do pneu alemão da sua forma mais pura: a Continental implacavelmente pesquisou, testou e inventou pneus de motociclo, abrangendo centenas de milhares de km e a aplicação de inúmeras patentes. Em eventos de corrida ferozmente contestadas, conhecemos todas as nossas fraquezas da maneira mais difícil - mas também percebemos que eramos bons. Pilotos ousados como o detentor do recorde mundial Wilhelm Herz, quebrou a marca de 300 km/h em 1951 com uma NSU Delfin, imortalizaram o nome da marca Continental.

Hoje, levamos adiante essas tradições na nossa "fábrica casa" para pneus de motos na cidade de North Hessian de Korbach – com a mesma paixão que marcou gerações anteriores. Nós, literalmente vivemos a arte de engenahria Alemã e continuamos a obcessão antiga com inovações que "marcaram a época".