Produtos para Industriais

Portos

Introdução à nova gama de pneus Continental para terminais portuários.

Como um fornecedor líder em sistemas de travagem, instrumentação, produtos electrónicos para veículos e soluções de infotainment, bem como sistemas e componentes para sistemas de transmissão e chassis, pneus e elastômeros técnicos, a Continental contribui para uma maior segurança na condução e proteção ao nível global.

Este é também o motor por trás da produção da Continental de crossply, pneus radiais e sólidos.

Ao contrário de quase todos os nossos concorrentes, ao estarmos presentes como fornecedor em vários elementos de veículos, isto permite-nos oferecer os pneus que correspondem exactamente às necessidades e exigências dos nossos clientes e não apenas encaixarem na nossa gama de produtos.

Os pneus em ambientes portuários estão submetidos às mais diversas ameaças. Eles têm que transportar veículos enormes, mais a sua carga que é extremamente pesada. Somando a isto tudo a forma brusca como estes veículos por vezes são conduzidos. 
A superfície dos terminais possuem os chamados pontos quentes. Estes locais, onde as travagens constantes ocorrem, assim como as acelerações e as curvas, deixam as suas marcas. Pode-se verificar ranhuras no pavimento e até mesmo buracos. Por estas razões a Continental possui um pack dedicado para portos.

Depois dos combustíveis, os pneus são o segundo maior custo de um terminal. Além disso, nos dias de hoje, existem mais e mais terminais estabelecidos em todo o mundo enquanto que os portos já existentes estão principalmente em crescimento.

Portanto, existe uma grande quantia de dinheiro para ganhar, se tiver algo bom para oferecer. E nós temos.
O pacote Continental para portos, traduz-se numa carteira personalizada de pneus especiais, que irão ajudar a manter os veículos em operação.

Não comprometa.

Veículos Portuários em Operação

Veículo Dirigido Automaticamente
AGV Harbor


Dados Técnicos:  Prioridades:

- Velocidade: ca. 22 km/h 

- Baixa resistência ao rolamento  

- Comprimento: ca. 15 m 

- Vida Útil (quilometragem)



Requisitos dos Veículos

Veículos teleguiados, ou mais conhecidos como AGVs, são símbolos do processo de automação em curso nos portos.

AGVs são utilizados em velocidades moderadas em torno de curvas graduais, tornando as exigências aos pneus de um AGV parecerem baixas, mas existem fatores negativos que devem ser levados em consideração para evitar falhas nos pneus, o que pode perturbar todo o fluxo de trabalho e causar custos extra.

Os avanços técnicos em curso desempenham um papel importante. A busca de menores emissões contribui para o uso de AGVs movidos a energia elétrica, consequentemente o peso das baterias aumenta o peso total do veículo e assim a pressão sobre os pneus.
A resistência ao rolamento dos pneus tem uma influência significativa no consumo de energia e, como consequência, no tempo de funcionamento contínuo do veículo, bem como sobre o número de veículos necessários.

Por último, mas não menos importante, é o efeito da não necessidade do elemento humano. Em contraste com um veículo operado por um piloto humano, um AGV não pode evitar corpos estranhos e o dano no pneu pode ser o resultado.


A Solução da Continental

O novo pneu da Continental, o CraneMaster, faz uso da nova tecnologia V.ply. Com uma significante menor resistência ao rolamento, esta tecnologia faz um AGV equipado com pneus CraneMaster muito melhor equipado para lidar com as procuras diárias das suas condições de funcionamento.

Empilhadores de Contentores Vazios
empty_container_handler_495_280-data
Dados Técnicos: Prioridades:
- Velocidade: até 26 km/h

 - Estabilidade

- Altura do mastro estendido: 15 - 17 m - Vida Útil (quilometragem)
- Capacidade de empilhamento: 5 - 8 altura


Requisitos dos Veículos

Empilhadores de contentores vazios não parecem estar expostos a grande pressão. Se o peso que carregam é limitado porque necessitam de pneu superior? O desafio está na altura ou, mais precisamente, o mastro com que operam. Devido ao seu design, os manipuladores de contentores vazios têm de lidar com o altíssimo alcance dos seus equipamentos de carregamento. Isso significa que eles transportam cargas pesadas nos seus eixos únicos, mesmo quando vazios. Além disso os buracos e as superfícies irregulares podem fazer com que os veículos possam virar, especialmente quando conduzidos a velocidades mais elevadas ou enquanto faz uma curva.

A instabilidade relativa do veículo, em particular durante o processo de carregamento, em curvas fechadas e quando a carga está levantada até à sua altura máxima, representa um enorme risco de potencial acidente.

Mas os pneus estão sob pressão, mesmo em condições aparentemente comuns. O efeito dos pneus gémeos também  coloca os pneus duplos dianteiros sob uma pressão adicional, devido ao contato frequente das paredes laterais internas. Isto leva a um aumento do desgaste dos pneus ou, em casos extremos, à falha súbita do pneu, levando a potenciais consequências fatais. No entanto, os pneus traseiros estão sob mais do que um fardo. A razão é bastante simples. Quando o veículo não se encontra a carregar nenhuma carga, o enorme contrapeso coloca pressão sob os pneus traseiros. O fato dos veículos circularem a velocidades mais elevadas também intensifica o efeito de desgaste do pneu.

Para garantir uma operação suave com o máximo de potencial, um empilhador de contentores vazios precisa de pneus com uma capacidade de carga excecional, propriedades de amortecimento superiores e excelente manobrabilidade.


A Solução da Continental

O ContainerMaster possui paredes laterais extremamente fortes, maior proteção contra danos e uma vida útil mais longa. Menos movimento interno, menor resistência ao rolamento, um envelhecimento retardado e um melhor desgaste, contribui para a melhoria da segurança, melhor desempenho de condução e um menor consumo de combustível.


O massivo DockMaster sem qualquer piso é ideal para Reach Stackers ou veículos utilizados em velocidae limitada ou apenas ocasionalmente. É a escolha perfeita para um Reach Stacker de velocidade média, com uma excelente durabilidade, robustez e resistência a perfurações.

Empilhadores Pesados
heavy_forklift_495_280_uv-data


Dados Técnicos:Prioridades:
- Capacidade de carga: até 18 t- Estabilidade
- Altura de elevação: ca. 5 m- Manobrabilidade
- Peso da tara: 33 - 46 t


Requisitos dos Veículos

Devido ao seu design específico, os empilhadores pesados movem enormes cargas sobre os seus eixos individuais. Além disso, os buracos e as superfícies irregulares podem fazer com que os veículos possam virar, especialmente quando transportam cargas pesadas em altas velocidades, ou a manobrar em curvas acentuadas. Dependendo da carga e das suas dimensões, o veículo pode tornar-se instável, levando a um elevado risco de acidentes mesmo em condições aparentemente normais.

Há outros fatores que podem ter um efeito negativo sobre a vida útil de um pneu. Mas os pneus estão sob pressão, mesmo em condições aparentemente comuns. O efeito dos pneus gémeos também  coloca os pneus duplos dianteiros sob uma pressão adicional, devido ao contato frequente das paredes laterais internas. Isto leva a um aumento do desgaste dos pneus ou, em casos extremos, à falha súbita do pneu, levando a potenciais consequências fatais. No entanto, os pneus traseiros estão sob mais do que um fardo. A razão é bastante simples. Quando o veículo não se encontra a carregar nenhuma carga, o enorme contrapeso coloca pressão sob os pneus traseiros. E é precisamente nesta situação que os veículos circulam a velocidades mais elevadas do que o habitual.

Para garantir uma operação suave com o máximo de potencial, um empilhador pesado precisa de pneus com uma capacidade de carga excecional, propriedades de amortecimento superior e excelente manobrabilidade.


A Solução da Continental

Como as condições portuárias são diferentes, a Continental oferece dois tipos completamente diferentes de pneus para atender às necessidades de cada cliente. Ambos são personalizados para atender às exigências de um empilhador pesado, o seu operador e o ambiente de trabalho.

O ContainerMaster possui paredes laterais extremamente fortes, maior proteção contra danos e uma vida útil mais longa. Menos movimento interno, menor resistência ao rolamento, um envelhecimento retardado e um melhor desgaste, contribui para a melhoria da segurança, melhor desempenho de condução e um menor consumo de combustível

O massivo DockMaster sem qualquer piso é ideal para Reach Stackers ou veículos utilizados em velocidade limitada ou apenas ocasionalmente. É a escolha perfeita para um Reach Stacker de velocidade média, com uma excelente durabilidade, robustez e resistência a perfurações.

Guindaste Portuário Móvel
mobile_harbor_crane_495_280_uv-data


Dados Técnicos: Prioridades:
- Altura total: 20 - 40 m- Capacidade de Carga 
- Alcance: 30 - 60 m

- Alta resistência

- Peso total t: até 500-600 t

- Vida Útil (até 8- 10 anos)

- Capacidade de empilhamento: > 200 t


Requisitos dos Veículos

Em contraste com outros equipamentos de um porto marítimo, os guindastes móveis portuários não colocam uma carga sobre os seus pneus ao manusear cargas. No entanto, quando um guindaste é movido para um novo local, uma falha de um pneu pode atrapalhar todo o fluxo de trabalho e causar um custo elevado.

Devido ao enorme peso de uma tara de um guindaste móvel de um porto marítimo, a pressão sobre os pneus é igualmente elevada. Além disso os guindastes móveis portuários muitas vezes são movidos numa linha reta o que significa que o desgaste é aumentado por uma superfície irregular, trilhos e freios.

A exposição à radiação UV é outro fator negativo. Dado que os guindastes móveis portuários não estão em constante movimento, os pneus podem ser expostos, durante dias ou semanas, a radiação UV destrutiva. Isto acelera dramaticamente o processo de envelhecimento da borracha e leva a fendas visiveis na superfície dos pneus.


A Solução da Continental

O novo Continental CraneMaster faz uso da nova tecnologia V.ply, tecnologia que tem a sua origem nos pneus de corrida. Um guindaste móvel de um porto marítimo equipado com pneus CraneMaster está muito melhor equipado para lidar com as procuras diárias das suas condições de funcionamento. 


O novo Continental CraneMaster fornece uma construção do pneu excecionalmente resistente, para menor resistência ao rolamento e maior vida útil. Em termos de amortecimento, este projeto permite que um pneu CraneMaster não dependa apenas de ar comprimido, mas também da própria construção excecionalmente resistente do pneu.

Reach Stacker
reachstacker_495_280_uv-data
Dados Técnicos:Prioridades:
- Velocidade: até 25 km/m-Estabilidade
- Altura de elevação: > 12 m- Agilidade
- Peso da tara: 70 - 80 t 

- Capacidade de empilhamento:
3-5 (contentores)

 


Requisitos dos Veículos

Existem várias tarefas que um reach stacker tem de dominar quando transporta contentores: mover-se com a agilidade de um carro compacto e a firmeza de um tanque.

Um reach stacker carrega enormes cargas sobre os seus eixos. Buracos e superfícies irregulares podem provocar a inclinação do veículo quando transporta cargas altas e pesadas, em altas velocidades ou ao girar em torno de um canto. As cargas por vezes são mais pesadas do que o peso indicado. Ao manusear tal recipiente um reach stacker pode-se tornar instável, o que aumenta o risco de um acidente.

O efeito dos pneus gémeos também coloca os pneus duplos dianteiros sob uma pressão adicional, devido ao contato frequente das paredes laterais internas. Isto leva a um aumento do desgaste dos pneus ou, em casos extremos, à falha súbita do pneu, levando a potenciais consequências fatais. No entanto, os pneus traseiros estão sob mais do que um fardo. A razão é bastante simples. Quando o veículo não se encontra a carregar nenhuma carga, o enorme contrapeso coloca pressão sob os pneus traseiros. O fato dos veículos circularem a velocidades mais elevadas também intensifica o efeito de desgaste do pneu.

Para garantir uma operação suave com o máximo de potencial, um reach stacker precisa de pneus com uma capacidade de carga excepcional, propriedades de amortecimento superior e excelente manobrabilidade. 

 


A Solução da Continental

Como as condições portuárias são diferentes, a Continental oferece dois tipos completamente diferentes de pneus para atender às necessidades de cada cliente. Ambos são personalizados para atender às exigências de um reach stacker, o seu operador e o ambiente de trabalho.


O ContainerMaster possui paredes laterais extremamente fortes, maior proteção contra danos e uma vida útil mais longa. Menos movimento interno, menor resistência ao rolamento, um envelhecimento retardado e um melhor desgaste, contribui para a melhoria da segurança, melhor desempenho de condução e um menor consumo de combustível


O massivo DockMaster sem qualquer piso é ideal para Reach Stackers ou veículos utilizados em velocidade limitada ou apenas ocasionalmente. É a escolha perfeita para um Reach Stacker de velocidade média, com uma excelente durabilidade, robustez e resistência a perfurações.

Gruas Portuárias
rubber_tired_gantry_crane_495_280_uv-data
Dados Técnicos:  Prioridades:

- Capacidade de empilhamento:

7 - 8 metros

- Capacidade de carga

- Extensão do guindaste:

5 - 8 contentores

- Direção no local
- Capacidade de carga: ca. 40 t


Requisitos dos Veículos

Os enormes pesos que uma grua tem de carregar possuem duas fontes: o peso da carga e o peso da própria tara da grua. Mesmo que os guindastes sejam transportados em distâncias modestas, a velocidades moderadas, não é fora do comum que a utilização dos pneus de um guindaste fiquem aquém da vida útil esperada dos pneus. As razões podem não ser imediatamente óbvias, uma vez que os pneus raramente se encontram no seu uso efetivo. No entanto, existem alguns fatores altamente destrutivos que afetam especificamente a vida de um pneu num guindaste de porto marítimo.

Em primeiro lugar, as constantes viragens sob carga em ângulos extremos de 90 graus. Em contraste com outros veículos, um guindaste portuário não se move quando as rodas são viradas - um fator que agrega uma enorme tensão para os pneus.

Em segundo lugar, e ironicamente, por pouco uso. A carga encontra-se constantemente na mesma àrea dos pneus criando zonas achatadas. Quando a carcaça deformada é movida, o desgaste aumenta exponencialmente.

Em terceiro lugar, a exposição à radiação UV. Ao contrário dos pneus dos veículos que estão em constante movimento, os pneus de um guindaste de um porto, devido à pouca movimentação, podem ser expostos a radiação UV destrutiva ao longo de dias e semanas. A radiação UV acelera o processo de envelhecimento da borracha e leva a fendas visiveis na superfície dos pneus. 


A Solução da Continental

A nova gama de pneus Continental CraneMaster faz uso da nova tecnologia V.ply, tecnologia que tem a sua origem nos pneus de corrida. Um guindaste móvel de um porto marítimo equipado com pneus CraneMaster está muito melhor equipado para lidar com as procuras diárias das suas condições de funcionamento. 


O novo Continental CraneMaster fornece uma construção do pneu excecionalmente resistente, para menor resistência ao rolamento e maior vida útil. Em termos de amortecimento, este projeto permite que um pneu CraneMaster não dependa apenas de ar comprimido, mas também da própria construção excecionalmente resistente do pneu

Straddle Carrier
straddle_carrier_495_280_uv-data


Dados Técnicos:Prioridades:
- Velocidade: até 30 km/h- Estabilidade
- Altura: 12 - 15.5 m- Segurança global
- Peso tara : 70 t- Vida Útil (quilometragem)

- Capacidade de empilhamento:

3 - 4 capacidade, 50 t


Requisitos dos Veículos

Os Straddle Carriers são o que há de mais avançado em máquinas de alto desempenho que combinam altura, peso, velocidade e manobrabilidade na área do terminal. São estas caracterísiticas importantes e as exigências operacionais extremas que causam altos níveis de desgaste e danos frequentes nos pneus.

Todos os operadores de portos sabem quando devem travar o veículo por este entrar em risco de movimento de balanço. Com o efeito do deslizamento, os pneus perdem o contacto superficial e o veículo começa a fazer movimentos incontroláveis. Nesta situação, o motorista tem o desafio de manter a máquina sob controle. 
No pior dos cenários, a carga poderia torcer e o veículo tombar - com consequências potencialmente fatais para o homem e a máquina.

Por esta razão, as propriedades de amortecimento dos pneus são cruciais - apenas um pneu com a rigidez necessária e correta pode evitar o efeito de deslizamento e as suas graves consequências. Além disso, um pneu com essas qualidades proporciona estabilidade de condução e um fluxo de trabalho seguro.

Para usar um straddle no seu pleno potencial e garantir o seu bom funcionamento, os pneus com propriedades de flexão superior, excelente manobrabilidade e capacidade de travagem são de confiança.



A Solução da  Continental

O novo Continental StraddleMaster com tecnologia V.ply é especificamente desenvolvidos para straddles com base nos pneus de competição. A fibra da carcaça de polímero de alta resistência é combinado com um padrão de piso inovador de barbatana de tubarão.


O novo Continental StraddleMaster compreende várias camadas de tecido de alta tecnologia em execução na diagonal de um talão e outro em ângulos especialmente projetados. O resultado é uma carcaça extremamente estável e paredes laterais excecionalmente fortes para proteção contra danos. 

Terminal Tractor
terminal_tractor_490_280_uv-data


Dados Técnicos:Prioridades:
- Velocidade: até 40 km/h- Baixa resistência ao rolamento
- Peso Suportado: até 15t- Vida Útil (quilometragem)


 

Requisitos dos Veículos

Entre todos os veículos utilizados num porto, não existe nenhum que acumule maior quilometragem do que o Terminal Tractor. Isto significa que os pneus de um trator de terminal têm acelerações e travagens mais frequentes do que qualquer outro veículo num porto. Também têm de operar num ambiente que acelera o desgaste dos pneus e, consequentemente, as suas falhas. Estes circulam em superfícies irregulares e altamente abrasivas, com buracos e objetos estranhos que aumentam o desgaste e a possível falha do pneu.

Não é de admirar que apenas uma fração de todos os pneus usados ​​em tratores terminais chegam ao final da sua vida útil. Mas nem sempre é o ambiente que termina, antes do previsto, com a vida de um pneu. Um grande número de pneus não são concebidos para a utilização em tratores terminais, o que leva a uma situação de um pneu errado no lugar errado. 


A Solução da Continental

O melhor pneu é a que é customizado para atender às necessidades e exigências do seu operador e do ambiente de trabalho. É por isso Continental oferece pelo menos três tipos completamente diferentes de pneus para corresponder às necessidades de cada cliente.


O Pneu Continental de Terminal Transport é verdadeiro faz tudo: Ele oferece um baixo consumo de energia, excelente aderência em piso molhado, tração e conforto de condução e um desgaste regular a um custo razoável.


ContiRV20 é um pneu radial para uso nas condições mais exigentes. O composto do piso de alta resistência e o design de ombro fechado oferecem uma excepcional longevidade.


ContiRT20 é um pneu radial com um design de ombro aberto. Assim garante uma boa aderência mesmo em superfícies molhadas, incluindo rampas e trilhos. Além disso, os blocos da banda de rodagem independentes permitem uma excelente manobrabilidade.


Reboque de Terminais
terminal_trailer_490_280_uv-data
Dados Técnicos:Prioridades:
- Capacidade de carga: até 40t            - Resistência contra perfurações de danos
- Comprimento: 12 - 14 m- Baixa resistência ao rolamento
- Peso da tara: ca. 9 t- Vida Útil (quilometragem)


Requisitos dos Veículos

Ele não tem de transmitir forças de direção nem forças motrizes, tudo o que tem de fazer é rolar. Os requisitos de um pneu para um reboque de terminal podem não ser extremamente altos no entanto, se um pneu num reboque carregado falhar, as consequências ainda podem ser bastante graves.

Os reboques de terminais têm de operar em um ambiente que acelera o desgaste dos pneus, e a consequente falha, devido a superfícies irregulares, com pavimentos diferentes e por vezes altamente abrasivas. Sem mencionar os objetos estranhos presentes num terminal.

Mas nem sempre é o ambiente de um porto que diminui a vida útil de um pneu montado num reboque de terminal. Uma vez que um grande número de pneus simplesmente não são projetados para o uso em reboques de terminais, muitas vezes é apenas o caso de um pneu errado no sitio errado fazendo com que este tenha uma vida útil reduzida.


A Solução da Continental

O melhor pneu é aquele que é costumizado para atender às necessidades e exigências do seu operador e o ambiente de trabalho. É por isso que a Continental oferece pelo menos três tipos diferentes de pneus para atender às necessidades de cada cliente.


O pneu Continental de Terminal Transport é um verdadeiro faz tudo: Ele oferece um baixo consumo de energia, excelente aderência em piso molhado, tracção e conforto de condução e até mesmo contar com um custo razoável.


O Continental Trailer é um maciço, um pneu slick extremamente robusto, para uma manobrabilidade superior. O corpo sólido elimina a necessidade de encher o pneu e a sua superfície lisa impede o desgaste em dente de serra, que provoca vibrações


O ContRV20 é um pneu maciço radial potente para utilizar nas condições mais exigentes. O composto altamente resistente do piso e a conceção de ombro fechado oferecem uma excelente longevidade


Camiões

Clique aqui para obter mais informações sobre os Pneus de Camião Continental

Pneus de Turismo

Para completar o nosso portfólio de produtos encontre mais informação sobre os Pneus de Turismo Continental

Tópicos Relacionados